top of page

Debate sobre Fortalecimento de Políticas de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres

Governo, Prefeitura de Brasiléia e Justiça debatem Fortalecimento de Políticas de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres


Por: Secom


O Governo do Estado por meio da secretaria de estado da Mulher, em parceria com a Prefeitura de Brasiléia, promoveu segunda-feira,22, Formação do Organismo Municipal de Políticas para as Mulheres (OPM).


A formação tem como objetivo dialogar com instituições da Prefeitura, Justiça, Segurança Pública e sociedade civil, afim de garantir direitos e combater desigualdades, discriminações e todas as formas de violência contra as mulheres.


A Prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem participou da abertura, juntamente com representante da Secretaria de Estado da Mulher, Neuda Muniz, representando o Ministério Público, Dra. Pauliane Mezabarba, Delegado de Polícia, Dr. Ricardo Castro, Gestora da Organização de Políticas para as Mulheres, Suly Guimarães, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Catarina Souza, Coordenador do Programa Patrulha Maria da Penha, Andrey Rezende, secretários municipais e Rede envolvida no combate à violência contra mulheres.

A representante da secretaria de Estado da Mulher, Neuda Muniz, ressaltou a importância da união entre as instituições e o Estado para uma resposta mais eficaz no combate as diversas formas de violência contra as mulheres.

“A secretaria de Estado da Mulher está presente aqui na região para fazer esse diálogo, chamar as instituições para juntos dar uma resposta ao enfrentamento da violência contra mulheres, principalmente a redução dos casos de fiminicídio no Estado do Acre”, ressaltou.

Para a representante do Ministério Público, Dra. Pauliane Mezabarba, iniciativas como essa podem evitar a morte e dar voz a mulheres que não estão conseguindo chegar com vida para fazer denúncia. “São iniciativas como essa que evita chegar aos extremos, que chegamos enquanto Ministério Público da criminal. Não queremos levar essas pautas para o tribunal do júri, porque quando chega é porque a vítima mulher morreu ou quase morreu. Essa inciativa de construção de um fluxo para o acesso da mulher, contribui para não chegar nessa situação, e nós queremos evitar o feminicídio”, disse.

A prefeita Fernanda Hassem destacou os altos índice de violência contra mulheres e a importância de unir forças para ações positivas. “Hoje é um dia importante, principalmente no que tange as políticas públicas de combate a violência a nós mulheres. Através de uma ação da secretaria de Estado das Mulheres, para que a gente possa fazer um discursão do programa que será implantado, Mulheres da Amazônia. Lamentavelmente temos dados negativos de violência e precisamos unir as forças pra que a gente tenha ações positivas de combate a violência contra Mulheres”, destacou.


Galeria de fotos:




0 comentário
bottom of page